Família  Hospedeira

A responsabilidade da educação do futuro cão-guia

Os primeiros

passos

A família hospedeira participa da primeira etapa do processo de formação de um cão-guia: a SOCIALIZAÇÃO. Ela hospeda um filhote de labrador do Projeto com dois meses de idade e permanece com ele até completar 18 meses de idade, aproximadamente. Durante este período a família é responsável por expor o cão aos mais diversos ambientes: interior e exterior da casa, elevadores, prédios, hospitais, locais com outros animais e com crianças, ruas movimentadas, shoppings, metrô, ônibus, carro, locais de estudo, lazer e trabalho. A família é responsável pelo desenvolvimento satisfatório do cão, cuidando de sua saúde física e mental.

 

  • Quais são os requisitos necessários para se tornar uma Família Hospedeira?

    É necessário que o principal responsável tenha idade igual ou superior a 18 anos, morar em casa e não em apartamento, gostar de cães, ter paciência e disposição para colaborar e aprender, além de ter tempo disponível para realizar as atividades de socialização.A família interessada passa por um processo de seleção e avaliação. Quando selecionada, a família é incluída no Programa de Famílias Hospedeiras. Durante todo o período de SOCIALIZAÇÃO, a família e o cão recebem todo acompanhamento veterinário, acompanhamento dos treinadores, acompanhamento psicológico e apoio administrativo para receber orientações técnicas e aprender sobre como lidar com um cão em socialização. É necessário que o principal interessado tenha consciência que o processo de socializar um cão envolve todos os integrantes da família.

  • O que acontece após o término da SOCIALIZAÇÃO do filhote?

    Depois do período de socialização, o filhote retorna ao Centro de Treinamento para realizar uma série de avaliações. Após a conclusão das avaliações, é iniciado o treino específico com a equipe de treinadores de cães-guia.

  • Quais são as vantagens em se tornar uma família hospedeira?

    Realizar um trabalho nobre, em prol de outro ser humano que terá sua vida modificada pelos olhos de um cão-guia. O trabalho bem feito de uma família hospedeira estabelece as bases necessárias para que o treinamento como cão-guia logre êxito.A família SOCIALIZADORA desempenha um papel de educação e sensibilização da sociedade com relação à permanência do cão em locais públicos, de divulgação do papel do cão-guia e de disseminação da existência do Projeto Cão-guia de Cegos do DF. É uma oportunidade de fazer a diferença e melhorar a qualidade de vida de pessoas com deficiência visual.

Quero candidatar-me a Família Hospedeira

Seguir

Início     Notícias     Projeto     Como ajudar     FAQ     Loja     Apoiadores

Setor Policial Sul, Quadra 4, Lote 5, Academia de Bombeiros Militar 70.602-900, Brasília, DF, Brasil

caoguiadf@gmail.com

(61) 99964-7121

Pin It on Pinterest

Share This